Buscar
  • Wander B.

A SAÍDA DE MANDETTA

O médico não abandona o paciente?


Bom, depende do caso.


Depende das circunstâncias.


Isso poderia ser levado mesmo ao pé da letra, pela força do ofício, que é nobre, mas o brasileiro que não tem plano de saúde e vai ao serviço de saúde pública sabe que nem sempre é assim.


Por sinal, quase nunca é assim.


Lógico que eu estou falando isso a partir das palavras do ministro Mandetta, que está cavando a sua demissão e aproveitando a oportunidade pra fazer política.


E aí, sim, o argumento vale:

Mandetta é político. E político não abandona nunca a política.


Mas antes que alguém pense que estou defendendo o governo Bolsonaro, é preciso deixar bem evidente que não.


Se fizéssemos uma lista dos piores candidatos à presidência da república, certamente Bolsonaro estaria lá.


Não estou pensando em uma lista dos piores presidentes.


Estou pensando em uma lista dos piores candidatos. Me recordando de vários rostos que eu vi nas campanhas de 1989 pra cá.


E, sim, Bolsonaro com Mourão é talvez o pior quadro apresentado.


São muitos quadros ruins.


Alguns com êxito, eleitos assim como Bolsonaro - votamos mal, nosso país vota mal, do vereador ao presidente, os problemas estruturais do Brasil aparecem nas urnas e Bolsonaro é exemplo disso.


Mas e o Mandetta?

Político fazendo politicagem.


Assim como o presidente, que não desce do palanque nunca. Se elegeu e seguiu em campanha - incansável e funesta campanha.


Evidente que vínhamos aqui depositando certa esperança no bom senso do Mandetta, que tomou algumas atitudes corretas, enquanto o presidente não teve uma ação louvável diante do que está posto.


Então aconteceu essa frente de apoio ao ministro da saúde, eu mesmo torci bastante pra que ele conseguisse manter o foco no trabalho a despeito de tudo que o cerca.


Não rolou.


E por que não rolou, gente amiga?

Porque ele é ministro do Bolsonaro.


Qualquer pessoa, qualquer uma mesmo, que se sujeite a isso é digna de nossa total desconfiança pelo seguinte motivo:


Bolsonaro é uma figura com uma história política extensa, mais de trinta anos deixando bem evidente que seus ideais não são republicanos, mais de trinta anos dizendo com todas as letras que não sabe jogar com a democracia.


Acredito que muitos eleitores dele não o viam dessa forma, alguns ainda não veem.


Mas quem está no jogo da política partidária conhece bem o capitão.


Ministros e secretários que entram nesse barco, entram sabendo.


O próprio Bolsonaro deve dizer isso com todas as letras antes de se firmarem as alianças.


Isso não é um acordo tácito. É um dado explícito do jeito de governar do presidente.


Ele diz para todos nós. Na TV.

Ele manda e quem quiser que obedeça. Ele diz com todas as letras.


Não há nenhuma sombra de espírito republicano nessa figura.


E o Mandetta sabia disso.

E os outros ministros e secretários sabem disso.


E para os brasileiros, diante de uma pandemia que toma conta da atenção de todo o planeta, sobra a missão de tentar entender e digerir as consequências de um voto mal pensado.


As consequências gravíssimas de um voto mal pensado.

1 visualização
 

©2020 por Wander B.. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now