Buscar
  • Wander B.

DENISE STOKLOS!

Sempre preferi o teatro do essencial em detrimento do teatro das grandes maquinarias, das super traquitanas, dos cenários imensos... Essa é uma preferência estética, mas também ética e política. Não vou aqui advogar contra as superproduções: a história da arte também se fez e se faz de movimentos que envolveram produções enormes e eu respeito profundamente quem faz bem isso: sobretudo quem faz isso com responsabilidade social, gerando empregos, zelando pelo acesso do público, respeitando o meio ambiente... Mas o teatro do essencial tem algo a nos ensinar. O teatro do essencial nos diz que o indispensável para que a arte se efetive é que sejamos artistas e vivamos essa experiência, esse projeto de vida, de maneira intensa e verdadeira. Quando eu entro em uma peça e vejo o palco sem nada, ou com quase nada, eu pulso intensamente: eu sei que quem vai se jogar ali não está pra qualquer coisa e vai se lançar apaixonadamente no jogo para que o jogo de fato se efetive. Eu me emociono com isso. Tendo posto em palavras esse prólogo, preciso dizer que Denise Stoklos é a artista que melhor representa essa visão de mundo. Quando Denise nomeia o seu teatro como Teatro Essencial ela estabelece esse projeto artístico, ético, político e humano como algo que pode ser compartilhado - assim como Brecht ou Artaud também fizeram com seus projetos de vida. É muito generoso quando um artista compartilha com o público e, evidentemente, com outros artistas, a sua forma de pensar a arte e o fazer artístico: o artista que faz isso abre possibilidades para outros mundos, abre fendas por onde a novidade pode passar. É bem por isso que é raro eu entrar em um processo artístico sem trazer a Denise Stoklos pra roda: os vídeos, as falas e os livros da Denise estão sempre rondando os meus processos como ator-performer, como dramaturgo, como diretor de teatro, como cantador... É bem por isso também que eu estou muito feliz nessa foto. Muito feliz mesmo.


Wander B. e Denise Stoklos nos bastidores de seu solo As palavras gestuais. São, Paulo, dezembro de 2019.

0 visualização
 

©2020 por Wander B.. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now