Buscar
  • Wander B.

O CURRÍCULO DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO

Olha, vou ser muito sincero em mais um texto muito delicado:


É evidente que um ministro da educação com o currículo todo adulterado não deve assumir o cargo.


É evidente também que ele deve responder publicamente por essas incongruências contidas no seu Lattes - preciso saber se essa é uma questão apenas do âmbito moral, ou se as informações falsas no currículo desse senhor são passíveis de serem julgadas também legalmente: ainda não fiz essa pesquisa, não sei se há algum tipo de implicação legal decorrente da sustentação de dados falsos em um currículo dessa natureza.


De toda forma, o caso é grave.


São muitas incongruências!


A bem dizer, parece que não sobra quase nada do currículo de Decotelli diante do pente fino que está sendo feito.


Mas eu quero pontuar uma coisa. Uma coisa que julgo ser de máxima importância:


Mesmo sendo opositor ferrenho de Bolsonaro, um caso como esse não coloca sequer um sorriso de canto de boca na minha face.


Veja bem:


É evidente que é um caso absurdo. Um ministro da educação com o currículo todo alterado de forma a beneficiar-se. Estou falando de um ministro da educação: é grave!


Mas eu quero lembrar que o Brasil segue sendo o Brasil.


O Brasil da injustiça social.

O Brasil da injustiça racial.

O Brasil que nunca investiu em educação.

O Brasil que nunca investiu em ciência.

O Brasil que nunca investiu em cultura.

Um país de inúmeras chagas históricas socioculturais cada vez mais expostas.


É uma atitude muito simplista apedrejar virtualmente o Decotelli.


Eu quero pensar nas raízes do problema.


Por que nossos currículos sofrem desse mal? Porque precisamos ser honestos e lembrar do caso da professora Joana D'arc que comoveu o Brasil há um ano com sua história de conquistas que incluía um diploma em Harvard também inexistente: foi um momento triste da nossa história recente.


São casos que devem nos colocar em estado de alerta, algumas perguntas precisam ser feitas:


Por que estamos tendo tantos casos de currículos enganosos?


Quem está precisando mentir no currículo?


Você que está me lendo, já mentiu alguma coisa no currículo para conseguir um emprego?


Você coloca inglês básico no currículo por ter ouvido bastante música estadunidense?


Por que motivos nós não temos, enquanto nação, uma educação que nos encha de orgulho e transforme nossos currículos em páginas verdadeiras, repletas de graduações e pós-graduações e tudo isso que é tão importante no século XXI?


Qual o erro de fundamento, erro de base, que está por trás de um currículo cheio de informações falsas?


Uma leve digressão:


Dias atrás, numa insônia pandêmica, passeava por diversos vídeos da nossa recente e claudicante democracia. Vídeos políticos: debates, entrevistas, discursos dos mais diversos candidatos de espectro político variado.


No meio dessa aventura delicada, um debate:


1994. Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que seria eleito naquele pleito, pergunta a Brizola (PDT) o seguinte:


Os projetos que o senhor oferece de educação integral são interessantes, mas olhando para os números, são projetos que gastam muito. O senhor não acha esse projeto caro demais?


FHC faz a pergunta em tom educado, republicano, de um jeito que também não vemos mais.


FHC se refere aos projetos de educação pensados e promovidos por Brizola e Darcy Ribeiro nos anos de 1980, quando Brizola governou o Rio.


Brizola sonhava em expandir isso para todo o país, o que era de fato um projeto ambicioso.

Ao ser perguntado se aquilo não lhe parecia muito caro, Brizola responde FHC com muita simplicidade:


Caro é um país ignorante.


Assista o vídeo do debate entre FHC e Brizola clicando aqui.


E, sim, não há nada mais caro do que um país sem educação - colhemos e colheremos por muitos anos os frutos de uma nação que não investe pesado em educação.


Um ministro da educação que forja graduações e pós-graduações é sintoma desse Brasil triste e profundo que não investiu e não investe em educação.


É o Brasil triste e profundo da injustiça social e racial mostrando mais uma vez seus olhos tristes.


Eu só posso lamentar profundamente.


E desejar que encontremos um caminho para sair desse quadro e criarmos um Brasil onde as pessoas tenham mais oportunidades de viver e acreditar em um futuro melhor para todos nós.



UOL: CARLOS DECOTELLI: ENTENDA AS POLÊMICAS SOBRE O CURRÍCULO DO NOVO MINISTRO DA EDUCAÇÃO.

10 visualizações
 

©2020 por Wander B.. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now