Buscar
  • Wander B.

QUEM ESTÁ PATROCINANDO A HASHTAG DOS 70%?

Atualizado: Jun 13

Não tem como se calar diante desse tipo de aberração que vem afundando o Brasil.


Esse tipo de ação política que nos trouxe até esse quadro terrível que estamos vivendo com um presidente sem partido que age como se fosse um ditador.


Não aprendemos nada com 2013?


Nada?


Vamos fazer tudo igual de novo?


Bom, estou aqui chamando a atenção das pessoas que me leem desde o momento em que a hashtag SOMOSSETENTAPORCENTO foi erguida.


Vários textos que você pode encontrar aqui nos arquivos.

Mas retomarei alguns pontos aqui.


Vamos lá.


A princípio, apontei para o fato de Eduardo Moreira ter feito uma leitura equivocada diante da pesquisa que avaliou Bolsonaro.


A rejeição ao presidente foi de 43% e não de 70%. A diferença é abissal.


Tratei também, em outro texto, sobre o fato de o movimento se vender como apartidário e neutro ideologicamente. Não existe isso: o movimento sem liderança e sem ideologia é na verdade um movimento que está escondendo quem é sua liderança e qual a sua ideologia.


Foi assim em 2013.


O povo bem intencionado foi pra rua, pintou o Brasil de verde amarelo, expulsou todas as lideranças políticas do movimento e, sim, chocou o ovo da serpente.


Nasce dali essa demonização da política.


Surge dali a tal nova política - a política feita por outsiders: políticos que dizem não ser políticos para enganar os eleitores.


Governadores se elegeram assim. Vereadores a granel. Deputados a granel. Senadores.

E como cereja do bolo: o presidente sem partido que conseguiu convencer o Brasil que não era político depois de trinta anos de mandato.


Precisamos dar um basta nisso.


Agora, nessa reedição de Junho de 2013, nesse Junho pandêmico de 2020, outro movimento desse caráter.


E você pode me dizer: é um movimento contra o Bolsonaro e a favor da democracia, então está valendo.


Aí é que está: não está valendo.


Não se conserta erro com erro.


Fosse o Brasil um quadro, seria uma sobreposição de camadas e camadas de sujeira e sangue.


Precisamos sair desse ciclo.


Não se defende democracia com movimento antidemocrático.


Não se melhora a política sem entender a importância da política.


Algumas perguntas.


Quem está bancando essa campanha dos 70%?


Quem são os empresários?


Quem é o candidato que sairá dessa grande mobilização?


Existe um candidato.

Pode anotar aí. Existe um candidato.


E existe financiamento de campanha.

Essa foto que ilustra a postagem eu peguei no Instagram.


Uma publicidade dessa não é barata.


Para mobilizar um país com um anúncio na internet se gasta milhões.


Quem está pagando?


Quem vai pagar quem está pagando no futuro?


Porque, sim, quem financia uma campanha com milhões não está fazendo doação, está fazendo investimento.


Está investindo em quem?


Quem é o próximo outsider?


Estou fora dessa.


Contra Bolsonaro e tudo que ele representa? Evidente.


Luta pela democracia? Evidente.


Luta contra o racismo? Evidente.


Ser cooptado por um grupo de empresários e fazer campanha para um candidato invisível? Não. Não mesmo.


E você deveria pensar bastante antes de entrar de cabeça nessa.

Relembre 2013 e suas consequências.


Façamos diferente.




Imagem retirada do Instagram. Postagem patrocinada - quem pagou?

15 visualizações
 

©2020 por Wander B.. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now