Sobre a peça

A peça teve sua pré-estreia em outubro de 2020 e, de lá pra cá, esteve em cartaz em temporadas independentes ou em parcerias com espaços teatrais, também em festivais de teatro e mostras digitais de vários lugares do país, destaque para o Festival Internacional Denise Stoklos de Solo Performance (FIDS, 2022).

O inferno é um espelho da borda laranja já recebeu gente de todos os estados brasileiros e também da capital federal, além de pessoas de fora do Brasil, que nasceram ou vivem em países da América Latina, da América do Norte e da Europa.

Com grande repercussão na mídia especializada, a peça é também o primeiro trabalho de Wander B., em 20 anos de carreira, a receber atenção do meio acadêmico, sendo tema de trabalho da diretora teatral e historiadora do teatro Dra. Amanda Steinbach, em uma mesa sobre arte na contemporaneidade dentro do Seminário Internacional  de História, Cultura e Relações de Poder, realizado em novembro de 2020, pela Universidade Mackenzie em parceria com a Universitá Degli Studi di Genova e com a Universidade Federal de Goiás.

Sinopse

Uma pessoa que não dorme, dentro de uma madrugada sem fim, vive sua jornada em direção ao inferno — e o inferno (por incrível que pareça!) não são os outros, como pensava Sartre, mas um velho espelho da borda laranja.

Ficha técnica

Dramaturgia, direção, luz e atuação: Wander B. 

Dramaturgismo: Elenice Zerneri

Comunicação visual e teaser:  Jezz Chimera

TEASER DA PEÇA

"Um texto poético e questionador somado a uma performance admirável. Wander B. é um grande ator que nos emociona. É um prazer vê-lo atuar." (Arnaldo Afonso, Estadão)